gallery/images-spacer
    Logo
    gallery/images-bannerImg

    Ajuda Espírita

    gallery/images-spacer
    gallery/images-spacer

    Mascara da Perfeição

    gallery/images-GIFYNG

    AUTO AJUDA

    gallery/images-mascara1

    MÁSCARAS DA PERFEIÇÃO

    Acredito que todos saibam que não existe um ser humano perfeito, pois cada um de nós tem as suas características e, que aos olhos do outro podem ou não serem admiradas e entendidas. Mesmo tendo consciência deste fato, no inconsciente, continuamos a criar a imagem do (a) parceiro (a) ideal, projetando naquelas pessoas com o qual nos relacionamos.

    Esta procura e projeção são comuns no lado feminino e masculino, não escolhe sexo, apesar de ser com menos frequência nos homens que aparentemente são mais realistas que as mulheres que por sua natureza são mais sonhadoras.

    É normal e comum tentar encontrar o “tipo ideal” na pessoa amada, mas, é importante que não seja ultrapassado os limites entre o que se imagina e a realidade.A frustração vem quando se espera mais do que seu (sua) parceiro (a) pode realmente oferecer sendo que o parceiro termina aceitando este rótulo (ideal) porque não existe ainda um conhecimento mais profundo entre os dois.

    Quando percebem as diferenças entre eles, do imaginado e a realidade que se apresenta, fica a impressão que foram enganados. Tanto um como o outro começam a ver defeitos e que na verdade o parceiro apenas foi visto sem a máscara da perfeição que nós mesmos criamos. Na prática, precisamos estar conscientes de que ninguém é melhor que ninguém e entender que a culpa por algo que não está dando certo (100%) em um relacionamento é sempre do casal em conjunto, 50% para cada um no mínimo, pendendo um pouco mais para um lado ou outro.

    Quando acontece um momento de frustração é comum jogar a responsabilidade toda no parceiro sem ter consciência da sua parcela em todo o relacionamento que já falamos ser de ambos.

    Antes de criticar os defeitos do (a) parceiro (a) devemos aceitar os nossos.
    Um pode ser totalmente diferente do outro e mesmo assim um admirar o outro mesmo que não gostem da mesma gastronomia, da mesma música e assim por diante.

    Vai depender da sua busca, da sua idealização.  Não tentar modificar o seu (sua) parceiro (a) por que você não gosta da comida preferida dele ou da seleção de suas músicas.

    Aceitando-se como realmente são é bom caminho para o sucesso a dois, sem a famosa “máscara da perfeição”!

    "Amor sem cobrança"

      Casa | Nosso trabalhoInformações Gerais | Contato | Instruções de recebimento de passes 

    Copyright © 2013-2017 ® Ajuda Espírita | Todos os direitos reservados

     

     

     

    gallery/images-spacer
    gallery/images-spacer